valley is a physical-geographic term used to characterize a depression area surrounded by mountains. these geological formations can be protected by the barriers created by the mountains around them, or, on the other hand, be suffocated by them.

this installation takes this concept borrowed to make an analogy with behavior and the relationship between people. as the valleys, humans sometimes also put themselves in a comfortable position, with an apparent protection that would be given by others that surround him. constructed from friends, relatives or even strangers, these imaginary barriers of protection may also have an opposite effect, weakening those who create them, and may even reach an extreme level of dependence behind which one may hide oneself. this person then appears to others as a mere shadow of himself, since he does not show who he really is, and no longer produces his own weapons and defenses.

this installation aims at providing a metaphor of this behavior in the form of light sources of various colors that are blocked by layers of acrylic cut, letting only a small fraction of total light to go outside. this light reaches a 360-degree screen that surrounds the core of the installation. the screen prints the silhouettes of the shapes that are cut in the middle layers of acrylic. as there are three layers, all of them contribute to the obstruction of the passage of light, and the disposition of each one is crucial to the result that appears on the screen. the layers are thus making  the role of the mountains, blocking the information coming from the valley (the lights from the LEDs in the center of the object).

interactive installation
2010
status: in progress

————————————————————————————————————-

Vale é um acidente geográfico caracterizado por uma área de baixa altitude cercada por montanhas. Essas formações geológicas podem tanto estar protegidas quanto, por causa das barreiras criadas pelas montanhas à sua volta, serem sufocadas por elas.

Esta instalação toma este conceito emprestado para fazer uma analogia com comportamento e a relação entre pessoas. Assim como os vales, os seres humanos às vezes também se colocam em uma posição cômoda, contando com uma aparente proteção que seria dava por outros que a cercam. Seja construída a partir de amigos, parentes ou mesmo desconhecidos, esta barreira de proteção imaginária também pode ter um efeito contrário, fragilizando quem as cria, e podendo inclusive chegar a um nível extremo de dependência deste meio de defesa a ponto de esconder a própria pessoa. Esta então aparece para os outros como uma simples sombra do que realmente é, pois se acomoda, não mostra mais quem realmente é, e deixa de produzir suas próprias armas e defesas.

Esta instalação busca fazer uma metáfora deste comportamento, na forma de fontes de luz de cores diversas que são obstruídas por camadas de acrílico recortado, que deixam passar apenas uma pequena fração da luz total para o exterior. Esta luz chega até uma tela de 360º que envolve o núcleo central da instalação. Na tela são impressas as silhuetas das formas recortadas nas camadas intermediárias de acrílico, sendo que, como são três camadas, todas contribuem para a obstrução da passagem da luz, e a disposição de cada uma é fundamental para o resultado que aparecerá na tela. As camadas fazem assim o papel das montanhas, obstruindo a informação que vem do vale (no caso os leds no centro do objeto).

instalação interativa
2010
status: em desenvolvimento

the installation also generates sounds that are directly related to the rotation of the three layers and the color and amount of light emitted by each LED. the three voices “sing” to form melodies and harmonies directly related to each layer, to its position, rotation and speed.

for example, while a layer is spinning, a note is being played. the frequency of this note is linked to its corresponding layer parameters such as position and speed. if two layers rotate, two notes are played simultaneously. three layers form a triad (conventional chord).

the sounds are generated by three small synthesizers, which are controlled by the Arduino board and connected to a speaker. the same impulse that generates sounds, controls the layers rotation and turns the LEDs on, emitting light (and therefore the silhouettes on the screen).

this installation is a generative audiovisual work. its sounds and movements do not repeat, because they are generated using random methods, programmed by algorithms written on the board that controls it. that is, once in operation, it has a life of its own, using the original programming to create its own sounds and images autonomously.

another important aspect of work is that you cannot say which part has priority over the other as its sounds, images and movements are generated exactly at the same time.

—————————————————————————————————————-

A instalação também gera sons que estão diretamente relacionados com a rotação das três camadas e com a cor e a quantidade de luz emitida por cada LED. São três vozes que “cantam” formando uma melodia e harmonia relacionada cada uma com uma camada, com sua posição/rotação e velocidade.

Por exemplo, enquanto uma camada está girando, uma nota está sendo tocada. A freqüência desta nota está ligada a parâmetros da sua respectiva camada como posição e velocidade. Se duas camadas giram, duas notas são tocadas simultaneamente. Três camadas formam uma tríade (acorde convencional).

Os sons são gerados por três pequenos sintetizadores, que serão controlados pela placa arduino e conectados a um alto-falante. O mesmo impulso que gera sons, controla a rotação das camadas e gera luzes (e conseqüentemente as silhuetas na tela).

Esta instalação é uma obra audiovisual generativa. Seus sons e movimentos não se repetem, pois são gerados usando métodos randômicos, programados por algoritmos gravados na placa que a controla. Ou seja, uma vez em operação, ela passa a ter uma vida própria, usando a programação original para criar seus próprios sons e imagens de forma autônoma.

Outro aspecto importante da obra é que não se pode dizer qual parte tem preponderância sobre a outra na medida em que sons, imagens e movimentos são gerados exatamente ao mesmo tempo.